4 de agosto de 2012 às 10h30min - Por Mário Flávio

Segundo a Coluna Confidencial, veiculada no Jornal Vanguarda deste sábado (4), mesmo tendo o registro de sua candidatura cancelado, sob suspeita de fraude em documentos, a coordenação da campanha do ex-secretário de Governo, Eduardo Guerra (PT), afirmou que a abertura do comitê está mantida para este domingo (5), às 15h, com a presença dos prefeitos José Queiroz (PDT) e João da Costa (Recife-PT). A coordenação informou ainda que a responsabilidade para preparar a documentação de Guerra teria sido do advogado Edézio Cordeiro Fontes.

“O advogado contratou um despachante que, ao ver a fila enorme, resolveu fazer essa besteira”, disse Jorge Quintino, um dos coordenadores da campanha do petista. Falsificar documento público é um crime grave e está no artigo 299 do Código Penal Brasileiro. O autor da fraude pode pegar de um a cinco anos de prisão.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro