7 de março de 2013 às 17h55min - Por Mário Flávio

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, lamentou a maneira pela qual se deu a tramitação do projeto de lei do marco legal da distribuição dos royalties do pré-sal. Em sua visão, a decisão da Câmara dos Deputados de derrubar o veto da presidente Dilma Rousseff ao projeto aprovado anteriormente pela Casa legislativa era inevitável, mas a discussão se prolongou além do ideal e o assunto não se resolve da melhor forma para o País.

“Se nós tivéssemos, lá atrás, conversado um pouco mais, poderíamos ter chegado a um acordo que evitasse tamanho desgaste em torno deste tema. Estivemos muito próximos de fechar um consenso e acho que a matéria foi levada à votação em momento inadequado. Esperamos que a partir de agora seja possível retomar o diálogo, e que seja possível evitar a judicialização do processo e um atraso ainda maior nos investimentos, que são indispensáveis à exploração e do pré-sal e à dinamização da economia brasileira”, disse o governador.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro