30 de junho de 2012 às 14h46min - Por Mário Flávio

O governador Eduardo Campos foi o ultimo a discursar na Convenção da Frente Popular. O socialista lembrou da história política de Caruaru, que sempre colocou o atual governo no bloco de apoio da Frente.

No discurso de Eduardo foi citado ainda os nomes do passado, mas disse que essa convenção é essencial para o futuro político da Frente. “Tenho a compreensão dos nossos acertos e erros e precisamos reconhecer isso. Somos parte de um conjunto que tem em Lula e Miguel Arraes nomes que permitiram um avanço incontestável. Devido a esses esforços, na próxima década Pernambuco será a maior economia do Nordeste”, disse.

O discurso de Eduardo foi para inserir Caruaru no debate.
“Todo esse fenômeno que ocorre hoje nos remete a Caruaru, uma cidade polo para 28% da população do Agreste de Pernambuco, por isso é preciso olhar com atenção quando existem ameaças. Diante disso, a pessoa mais preparada para manter Caruaru crescendo mais que Pernambuco é Zé Queiroz. Ele me levou um leque de projetos para o futuro, como se fosse um menino de 30 anos, cheio de empolgação e isso me deu confiança para acreditar nesse projeto”, pontuou.

O socialista fez questão de citar o vice-governador, João Lyra. “Devo o reconhecimento que tenho a Caruaru a duas pessoas, o meu companheiro e vice João Lyra e a outra jovem e promissora liderança, Raquel Lyra. Temos que evitar que Caruaru seja governada por improviso. Quem tem que governar, tem que saber fazer e isso não é pra todo mundo”, disse.

Eduardo disse ainda que a Frente vai continuar no poder em Caruaru. “A eleição em Caruaru está resolvida. Daqui até o dia 7 é unir, trabalhar e vencer”, finalizou.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro