25 de abril de 2013 às 11h55min - Por Mário Flávio

O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, disse ontem que não vai convocar agora o diretório nacional do partido para discutir proposta do correligionário do Ceará, Cid Gomes, que quer uma definição rápida da legenda sobre a sucessão presidencial de 2014.

A fim de isolar o cearense, que já se manifestou contra a candidatura do colega para a Presidência e apoia a reeleição da presidente Dilma Rousseff, Campos enfatizou que nenhum outro partido no País reuniu sua direção nacional e tomou qualquer posicionamento sobre 2014.

Para o governador, o PSB de ve esperar o fim do prazo de filia cão partidáriarpara futuros candidatos, dia 6 de outubro, para só então reunir seu diretório. “Nós vamos fazer como sempre fizemos, de forma democrática, conversando com a base até a direção nacional se posicionar, como os outros partidos.”

Ainda que convoque o diretório, o governador continua a desconversar sobre a candidatura e afirmou que só colocará o assunto mesmo em pauta no próximo ano. aPelo estatuto do partido, a definição só é feita no ano da eleição”, disse. “Nós achamos que o momento é de discutir e ganhar o ano de 2013. Preservar os empregos, retomar o crescimento com inclusão (social)”


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro