8 de fevereiro de 2012 às 12h00min - Por Mário Flávio

Pré-candidato à Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, o deputado estadual Edson Vieira (PSDB) não deixou passar em branco as críticas feitas por seu adversário político, o deputado federal José Augusto Maia (PTB), de que não teria nenhuma obra concreta no município agrestino. Segundo Vieira, “a grande obra dele foi desviar recursos da merenda de alunos das escolas municipais”. “O José Augusto Maia tem para mostrar são contas rejeitadas”, alfinetou.  Nos seus cálculos, pelo menos seis contas do petebista, que passou oito anos administrando o município, foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

De acordo com o tucano, o seu rival político responde a vários processos, entre eles um que envolve o armazenamento do lixo da cidade. Ele disse que o ex-gestor vai ter que devolver aos cofres públicos, pelos menos, R$ 1 milhão. “Ele está cheio de processos por improbidade administrativa. Sua grande obra foi desviar”, alfinetou.

Edson Vieira ainda disse que quem tem histórico de traição não é ele, e sim o petebista. “Esses 20 anos de política que ele diz é de um histórico de traição a Eduardo (Campos/PSB) e (ao ex-governador Miguel) Arraes. Ele foi o primeiro a abandonar Arraes e Eduardo na eleição de 2002”, disparou. Segundo ele, os candidatos socialistas perderam votos no município agrestino na campanha de 2002, quando ambos disputaram uma vaga para a Câmara Federal. O tucano ainda acusou o petebista de ser “um aproveitador”, e relembrou que José Augusto Maia apoiou eleição de Humberto Costa (PT), em 2006, que disputou o Governo do Estado contra Eduardo.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro