17 de julho de 2012 às 07h27min - Por Mário Flávio

O diretor do Departamento de Controle de Vetores da Prefeitura de Caruaru, Edmilson Patriota, reiterou as informações passadas anterioramente pela administração municipal, de que o sacrifício de animais pela diretoria corresponde às exigências do Ministério da Saúde, devido à identificação de laudo positivo para leishmaniose canina, que se trata de uma doença crônica e irreversível, possível de transmissão ao ser humano. Edmilson rebateu as denúncias feitas pela União em Defesa e Respeito à Vida (UDERVA), que apontou mais tratos com animais na cidade.

“Todos os sacrifícios realizados em Caruaru obedecem o proceso designado pelo Ministério. No entanto, abrimos um inquérito administrativo a fim de verificar se houve irregularidades nesse processo. Mas ressalto que nós temos oda a documentação necessária, que inclui os laudos dos veterinários que atestam qu os animais deveriam ser sacrificados. Então, temos a confirmação de profissionais competentes, por isso essas denúncias não correspondem à realidade”, salientou Patriota.

Além disso, o diretor garantiu que os animais são alimentados adequadamente e que o processo de despejo no aterro sanitário é uma prática correta. “O processo de despejo de animais sacrificados no aterro sanitário da cidade é e uma prática liberada, porque atualmente Caruaru não possui uma estrutura adequada para incineração dos animais. No entanto, o CPRH está regularizando essa situação”, finalizou.

Com relação as imagens divulgadas pelo facebook, o diretor dos vetores diz que as mesmas foram manipuladas. “Aproveitaram o fato do horário dessa fiscalização, já que foi na sexta a noite, eu não estava em Caruaru e quiseram mostrar que os funcionários eram marginais, isso não é verdade. Temos pessoas altamente qualificadas, não sei quem fez aquelas imagens, mas não condiz com a realidade que a Uderva tentou passar. Durante todo o fim de semana fomos muito criticados e ontem procuramos a procuradoria para esclarecer a verdade”, disse.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro