27 de março de 2013 às 07h55min - Por Mário Flávio

20130327-004252.jpg

O vereador Edjailson da Caruforró (PT do B) soltou o verbo contra o Ministério Público. Ele reclamou da ausência da promotora Gilka Miranda durante a Audiência Pública sobre a lei do sossego. Segundo o vereador, que foi autor da propositura para a realização do encontro, houve injustiça quanto a afirmação da representante do MPPE, que disse com veemência no Programa Conteúdo, que o órgão não tinha sido convidado para a referida audiência.

“A promotora Gilka Miranda foi injusta com essa Casa. Tenho aqui a cópia do protocolo com a entrega do convite datando o dia sete de março, quando a realização da audiência foi no dia 23. O intervalo é muito grande para dizer que não recebeu o convite. Acredito que ela não mentiu a respeito desse fato, mas que houve problema de comunicação no Ministério Público”, pontuou.

O edil disse que mesmo sem a presença da promotora, a Audiência surtiu efeito, já que segundo ele, não houve apreensão de som durante o fim de semana passado.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro