29 de junho de 2012 às 22h26min - Por Mário Flávio

 

O presidente estadual do PSOL, Edilson Silva, veio a Caruaru para prestigiar a homologação do nome de Fábio José, como candidato a prefeito de Caruaru. Ele elogiou a convenção e disse que o desafio é grande contra grupos que estão no poder da cidade há vários anos.

Ele citou os problemas sociais que existem na cidade e a necessidade da renovação política em Caruaru. “Fizemos o acordo faz um ano e decidimos pela candidatura própria, temos guia de TV e teremos uma bazuca, uma peça de artilharia pesada para dizer todos os dias a verdade que existe na cidade, já que é muito fácil enganar o povo com peça publicitária e o PSOL vai mostrar como está a situação em várias partes da cidade”, argumentou.

Ele criticou ainda o valor dos impostos cobrados e a falta de políticas públicas para jovens. “Podem dizer que somos candidatos fubás, mas o PSOL foi criado para esse povo. É um absurdo o que vemos aqui em Caruaru. Temos oligarquias políticas que preparam filhos e netos para governar. Isso aqui não é um canavial. Caruaru agora tem um partido que não se vende. O partido da Heloísa Helena, Plínio Arruda Sampaio, Ivan Valente e Jean Willys”, disparou.

A aliança entre Eduardo e Jarbas foi usada para criticar o modelo da política atual e Edilson Silva disse que o nome de Fábio José representa uma candidatura dos mais pobres e dos excluídos.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro