30 de outubro de 2017 às 07h06min - Por Mário Flávio

Milton-Coelho-reprodução-internet

O PSB é um dos partidos que mais se preocupam com a renovação dos seus quadros a cada dois anos. Elegeu Geraldo Júlio para prefeito do Recife em 2012 e Paulo Câmara para governador em 2014, ambos com menos de 50 anos de idade. Da mesma forma que mandou Tadeu Alencar para a Câmara Federal e Lucas Ramos para a Assembleia Legislativa.

São essas pessoas, dentre outras, que têm a responsabilidade de empunhar as mesmas bandeiras que foram empunhadas no passado por Miguel Arraes e Eduardo Campos. Para as eleições do próximo ano, o partido tem três fortes candidatos à Câmara Federal: Lucas Ramos, João Campos e Milton Coelho. Lucas está bem posicionado por ser um deputado estadual de grande atuação política.

Partirá forte da região de Petrolina e fará dobradinha em Jaboatão dos Guararapes com o ex-candidato a prefeito Manoel Neco. João Campos dispensa comentários por ser filho de Eduardo e chefe de gabinete do governador. Terá dificuldades para administrar as adesões, e depois de eleito para dar assistência às suas bases.

Quanto a Milton Coelho, o PSB tem obrigação de elegê-lo por tudo que ele fez pelo partido nos últimos 17 anos como presidente regional e vice-prefeito do Recife. Além disso, estava com sua eleição arrumada em 2014 para deputado estadual. Mas, a pedido de Eduardo Campos, abandonou o projeto e se transferiu para São Paulo para coordenar a campanha dele à Presidência da República.

Tem, portanto, crédito no partido para eleger-se deputado agora. E se porventura o projeto der certo, prestará mais serviços à legenda do que Marinaldo Rosendo (PE) e Heráclito Fortes (PI), para ficar apenas nesses dois.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro