26 de julho de 2013 às 09h25min - Por Mário Flávio

20130726-085649.jpg

O vereador Dr. Demóstenes (PSD), líder da base do governo na Câmara de Caruaru, acompanhou uma comitiva de médicos, na quinta (25), em visita às obras de reforma e ampliação do Hospital São Sebastião, iniciadas no início de abril de 2013. No geral, os médicos aprovaram o atual estágio das obras, que segundo os engenheiros responsáveis, devem ser concluídas até dezembro, embora a previsão inicial fosse para outubro.

O engenheiro-chefe das obras, Zacarias Batista, explicou o que já foi concluído. “Atualmente nós estamos adaptando a entrada principal da unidade, que ficará do lado esquerdo, para que haja um melhor fluxo de pacientes, e também para não alterar a área de uma cisterna que ficava na ala onde era feita a hemodiálise. Além disso, foi refeita a ala de enfermagem, que contará com 10 enfermarias e 32 leitos. Anexado a essa ala, ficará a parte de oncologia. Antes, nessa área, ficava o setor cirúrgico, que agora também está em processo de remodelação, em outro setor do hospital, mais próximo da entrada, para haver uma acomodação mais ágil dos pacientes. A previsão para conclusão da obra seria em outubro, mas por questões técnicas, acreditamos que ficará para dezembro”, explicou.

Na verdade, ainda segundo os engenheiros, o hospital ficará com a estrutura da sua fachada similar ao que era antes de seu fechamento, na década de 1990, apenas com adaptações na volumetria da estrutura frontal da unidade. Com as adaptações e ampliações, a previsão é de que o hospital, com uma área total de 4200 m², tenha condições para atender de forma especializada egressos do Hospital Regional do Agreste, de unidades municipais e também do vindouro Hospital Mestre Vitalino.

Na comitiva, estavam os médicos José Alberto, representante da Sociedade de Medicina de Caruaru e da Associação Médica Brasileira, Geovane Thiago, representante do Conselho Regional de Medicina, e Wellington Florêncio, que representou a coordenação da Câmara Setorial de Saúde da ACIC. Para Geovane, as obras representam um resgate histórico. “É um marco para a cidade, essas adequações que estão sendo feitas são interessantes e acredito que complementará a rede de atendimento em Caruaru”, explicou.

Contudo, o médico Wellington Florêncio se demonstrou preocupado com a estrutura de mobilidade no acesso à unidade. “O que me preocupa, na verdade, é que atualmente já existem problemas de mobilidade urbana no centro de Caruaru, e imagino que isso deve ser agravado na área próxima ao hospital, quando voltar a funcionar, pois creio que o fluxo de atendimento, de pessoas saindo e chegando da unidade, será significativo. Penso que a área de estacionamento, por exemplo, deverá ser muito grande. Ainda assim, a reforma dessa estrutura compensa, no geral, esse ponto de questionamento”, ponderou. Em resposta a essa dúvida, os engenheiros responderam que haverá aproximadamente 1000 m² divididos em duas áreas de estacionamento, uma ao lado da Avenida Agamenon Magalhães e outra ao lado da Alferes Jorge.

Em uma avaliação geral, Demóstenes, que também é médico, ressaltou que reivindicava desde seu mandato passado a reabertura do hospital. “O São Sebastião é histórico, chegamos a colhes quase 20 mil assinaturas em 2009 de cidadão que pediam a reabertura da unidade. Nessa visita, estivemos com representantes de entidades médicas, para constatar que a reforma e ampliação são realidades e pretendo trazer outros setores da sociedade para acompanhar as obras nos próximos dias”, destacou o vereador.

 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro