9 de fevereiro de 2012 às 15h16min - Por Mário Flávio

O prefeito Zé Queiroz (PDT) vai ter muito trabalho para acalmar os vereadores considerados rebeldes. Basta dar uma olhada na súmula a ser votada hoje na Câmara de Caruaru. O vereador Rogério Meneses (PT) pede que seja concedida gratificação aos professores que lecionam na zona rural. A tal gratificação a que o petista se refere existia no início do governo e foi cortada após análise do jurídico da prefeitura. O curioso é que o próprio Rogério, na época aliado de primeiro ordem de Queiroz, votou a favor do corte. O petista já deu diversas declarações e disse que houve um erro na aprovação desse Projeto.

O presidente da Câmara, Lícius Cavalcanti (PCdoB), também apresenta temas que vão de encontro a gestão. Ele pede a reativação do Conselho Municipal de Cultura, que segundo alguns artistas não existe. O problema é que na semana passada, o diretor de Cultura, Djair Vasconcelos, afirmou que o Conselho existe, mas ainda não funciona. O comunista ainda pediu que a feira dos bairros Boa Vista I e II seja transferida. Pelo jeito a relação entre os vereadores e o prefeito de Caruaru segue pra lá de azeda.

Desde a eleição de Lícius que Executivo e Legislativo não se entendem. Imagem: Vladimir Barreto


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro