18 de fevereiro de 2013 às 15h55min - Por Mário Flávio

A diretoria da Associação de Trabalhadores em Educação de Caruaru (ATEC) enviou nota criticando a postura da Prefeitura Municipal a respeito da qualidade da rede pública de ensino e praticamente chamando o executivo municipal de “esquecido”. Segundo os representantes sindicais dos professores no município, a prefeitura estaria tentando contornar os recentes desentendimentos entre educadores e executivo, já que os profissionais reclamam que o projeto do Plano de Cargos e Carreiras para o setor foi votado de última hora sem apresentá-lo previamente à classe. Mais cedo, a prefeitura enviou nota à imprensa lembrando que a atual gestão vem investindo para melhorar os níveis de educação básica, mas para os professores da associação, há muitos mais problemas de infraestrutura na educação do município. Segue a nota a seguir.

No contexto

Em meio a desentendimentos com professores, prefeitura lembra que Caruaru evoluiu no IDEB

Em meio à polêmica sobre o novo PCC da educação – também conhecido como o AI-5 da educação municipal – a prefeitura de Caruaru divulgou nota tentando, num exercício de pura retórica, demonstrar o suposto “sucesso” da educação municipal. Porém, o texto é tão distante da realidade, que mais parece uma peça de ficção. “Esqueceram” de falar, por exemplo, que a presidenta do TCE, Teresa Duere, afirmou recentemente na imprensa que Caruaru tem um dos piores índices de fracasso escolar no estado de Pernambuco. “Esqueceram”, também, de dizer que para receber o piso salarial os professores da rede municipal de Caruaru tiveram que fazer 21 dias de greve. A prefeitura também “esquece” que foi retirado os 25% de gratificação de regência e o incentivo para os professores que trabalham no campo. “Esqueceram”, ainda, de dizer que o novo PCC foi formulado sem a participação da categoria e que esse documento espúrio reduz salários, diminui percentuais de progressão vertical, flexibiliza a estabilidade do servidor, aumenta o tempo da hora aula, impede a formação continuada dos professores e quebra uma série de acordos de greve.

Essa é a realidade dos professores da rede municipal de educação e, portanto, a nota divulgada pela prefeitura é apenas uma tentativa de desviar o foco do debate sobre o golpe que foi dado na categoria com o novo PCC, ou seja, de tentar tapar o sol com a peneira.

Caruaru, 18 de fevereiro de 2013.

Diretoria da Associação dos Trabalhadores em Educação de Caruaru – ATEC.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro