28 de fevereiro de 2012 às 10h00min - Por Mário Flávio

A polêmica segue em Caruaru. Desde que o vereador Diogo Cantarelli (PSDB) anunciou que não concordava com o reajuste de 3 mil reais sobre os salários dos vereadores e afirmou que vai doar o reajuste a duas instituições de caridades, a ira tomou conta de alguns pares do tucano. O vereador, Zé Ailton (PDT), um que sempre pressionou bastante o presidente para conceder o reajuste, chegou a chamar Diogo Cantarelli de “traíra”. Estiveram ainda na sala do presidente da Câmara os vereadores Rogério Meneses (PT) e Ranilson Enfermeiro (PTB).

O ex-líder do governo na Câmara acusa Cantarelli de oportunismo, já que na opinião de Zé Ailton, Diogo quer fortalecer a sua reeleição para vereador. O tucano nega as acusações e diz que fez tudo por uma questão social. Diante da situação faço aqui uma ingadação: Se Diogo ou outro vereador quisesse doar todo o salário, qual seria o problema? Vivemos num país livre e cada um faz com o seu salário o que quiser.

O julgamento será feito pelo povo, seja Cantarelli candidato a vereador ou prefeito. Com certeza ele não vai usar essa questão como mote de campanha e os vereadores deveriam parar de fazer birra por um assunto tão pequeno.

 

Vereador já foi chamado até de traíra pelo ex-líder do governo


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro