31 de agosto de 2013 às 13h25min - Por Mário Flávio
20130831-094124.jpg

Silvio Costa diz que PE conhecerá projeto do PTB

O encontro dos vereadores do PTB em Caruaru na sexta (30) teve um foco de reunir vereadores do partido em torno do fortalecimento das bases para as eleições 2014. As palavras de ordem giravam em torno do fortalecimento de chapas proporcionais, para deputado estadual e federal. No entanto, nenhuma liderança presente no evento escondeu o desejo de ver o senador Armando Monteiro candidato ao governo do estado, o que depende, claro, de um projeto de modelo de gestão consistente.

Segundo o deputado federal Silvio Costa, em conversa com o blog, é necessário priorizar propostas, quando indagado se a candidatura de Armando dependeria da relação do PTB com o PT em nível estadual. “A gente tem que priorizar ideias e propostas, não questões individuais. Armando Monteiro foi o senador mais votado em Pernambuco e tenho certeza que ele vai contribuir muito mais com o estado de Pernambuco. Tenho certeza que em 2014 Pernambuco conhecerá um modelo de gestão que o PTB tem para apresentar”, explicou.

Ainda segundo Costa, o projeto do PTB para a sucessão estadual corre ao mesmo tempo que o projeto de Eduardo Campos para a presidência. “Do mesmo jeito que o PSB tem um projeto para a presidência da República, nós temos um projeto para o governo do estado. São muitos os candidatos, Fernando Bezerra, João Lyra, Tadeu Alencar, nós respeitamos os postulantes, mas o PTB tem o presidente Armando Monteiro, que é um homem que tem opinião nacional, e na hora certa nós vamos sentar e discutir os critérios para escolha do candidato”, acrescentou.

Já para o federal Jorge Côrte Real, presidente da FIEPE, é necessário focar a união entre as lideranças do partido no estado. “Esse evento foi fundamental para aumentar nossas bases e chamar atenção de que precisamos estar unidos, seja no apoio de uma candidatura do PTB, seja compondo outro tipo de frente, como a gente compôs na Frente Popular. O que importa é que o PTB vai estar unido, dentro de uma agenda, dentro de um projeto que pode ser até com uma candidatura única. O que nós queremos é um partido forte, com programa e unido”, argumentou.

Durante discurso no encontro em Caruaru, Armando ressaltou que há desafios de indicadores econômicos que podem ser melhorados, como o fato de o Estado representa apenas 2% da economia do pais, de responder por 0,5% das exportações brasileiras, e de estar em 19º lugar no ranking do índice de desenvolvimento humano municipal (IDHM) do país. Desenvolvimento foi a palavra-chave do discurso dele, o que também deve nortear o projeto de governo do partido no ano que vem. Mais de 700 pessoas foram estimadas no encontro na Capital do Agreste.

20130831-100647.jpg

Jorge Côrte Real defende unidade no partido


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro