5 de novembro de 2013 às 16h48min - Por Mário Flávio

20131105-164804.jpg

O Democratas apresentou hoje (05) requerimentos de convocação para ministros do governo Dilma Rousseff (PT) explicarem espionagem a diplomatas de três países. As convocações foram protocoladas na Câmara dos Deputados nas Comissões de Constituição e Justiça, Relações Exteriores, Desenvolvimento Econômico, Segurança Pública e Fiscalização Financeira e Controle – serão direcionadas aos ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo; do Gabinete de Segurança Institucional, José Elito Carvalho Siqueira; e das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo.

O monitoramento de integrantes da diplomacia de países, como Rússia e Irã foi revelado ontem (04/11) em reportagem do jornal Folha S. Paulo. “Esse lamentável fato demonstra a incompetência do serviço de contraespionagem do Brasil que se vê desmoralizado nesse episódio e a incoerência do governo brasileiro que cobra uma prática dos governos estrangeiros e faz justamente o contrário”, avalia o líder do Democratas, deputado Mendonça Filho.

A matéria publicada pela Folha de S. Paulo, a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) desenvolveu, pelo menos, 10 operações secretas entre os anos de 2003 e 2004. Mendonça Filho diz que o caso da espionagem da ABIN se assemelha ao caso, no que o Brasil foi vítima dos Estados Unidos. “Espionar e bisbilhotar a vida de diplomatas estrangeiros é tão inaceitável, quanto o que a NSA (Agência de Inteligência dos EUA) fez. “Infelizmente, a presidente Dilma bradou contra o fato de ser alvo de espionagem e o seu Governo usa das mesmas práticas”, afirmou Mendonça, explicando que os ministros da Justiça, do GSI e das Relações Exteriores tem obrigação de explicar o caso de espionagem por parte do governo brasileiro.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro