16 de novembro de 2013 às 12h27min - Por Mário Flávio

Da Agência Brasil

O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares apresentou-se hoje (16) à Polícia Federal em Brasília. Ele e outros 11 condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão, tiveram a prisão decretada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa. Dos 12 mandados de prisão expedidos pelo Supremo, 11 foram cumpridos. O único réu que ainda não se apresentou é o ex-diretor de Marketing do Banco Brasil Henrique Pizzolato .

Em mensagem no Twitter, antes de entregar-se à PF, Delúbio afirmou que estava se apresentando para cumprir a pena definida em “julgamento de execeção”. “Apresentando às autoridades em Brasília para o cumprimento da pena que me foi imposta em julgamento de exceção. Viva o PT! Viva o Brasil! Nosso compromisso com os brasileiros é tamanho e nossa fé nos ideais que professamos é de tal forma grandiosa que os imensos sacrifícios pessoais, os ódios que atraímos e as perseguições covardes das quais somos vítimas nada representam˜, afirmou o ex-tesoureiro.

Sete réus apresentaram-se ontem (15) à Polícia Federal em Belo Horizonte (MG): José Roberto Salgado, ex-vice-presidente do Banco Rural; O publicitário Marcos Valério; Kátia Rabello, ex-presidenta do Banco Rural; o ex-deputado federal Romeu Queiroz (PTB-MG); Ramon Hollerbach e Cristiano Paz, ex-sócios de Marcos Valério; e Simone Vasconcelos, ex-funcionária de Valério.

Dois réus se entregaram em São Paulo: o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, e o ex-presidente do PT e deputado federal (SP) José Genoíno. Jacinto Lamas, ex-tesoureiro do PL (atual PR), apresentou-se em Brasília.

A PF vai transferir todos os presos para Brasília durante o fim de semana em avião próprio. A execução das penas será feita pelo juiz da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal. Os réus poderão pedir para cumprir a pena nas cidades onde moram.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro