30 de janeiro de 2018 às 14h52min - Por Mário Flávio

Em pedido de habeas corpus preventivo, defesa de Lula cita voto de Gilmar Mendes contra a prisão preventiva de Eduardo Cunha. Caso é citado, segundo advogados, para “reforçar o descabimento e desproporcionalidade da execução” da pena de Lula.

A defesa de Lula afirma ainda que STF decidiu que a execução da pena após condenação em 2ª instância é “permitida”, não “obrigatória”. Aqui, volta a citar Gilmar Mendes – afirma que o min. vai mudar o voto.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro