24 de outubro de 2012 às 07h48min - Por Mário Flávio

Em assembleia realizada ontem na sede da sociedade de Medicina de Caruaru o Sindicato dos Médicos de Pernambuco decidiu pelo decreto de estado de greve em alguns setores do Hospital Regional do Agreste. A situação já era esperada, principalmente devido a quantidade de problemas relacionados pelos médicos na principal emergência do interior de Pernambuco.

Participaram da Assembleia 15 médicos e segundo o presidente do Simepe, Mário Jorge, a situação chegou ao limite e por isso a decisão do estado de greve. “Todos sabem qual é a situação. Temos a falta de médicos na escala e ausência de profissionais pela não realização de um concurso público e hoje não existe o banco de reservas no Estado para suprir essa carência, com isso, a direção do HRA e o Governo do Estado vêm perpetuando uma situação de vínculos com o pagamento de empenhos ou horas extras, situação ilegal para com a legislação vigente e hoje o Ministério Público já entrou com uma ação para a realização de um concurso público com urgência”, disse.

Para o sindicalista o estado de greve é uma forma política de protestar contra as precárias condições e caso algo não seja feito, a greve em definito pode ser decretada na assembleia geral dos médicos, a ser realizada no próximo dia 30, na sede do Simepe, no Recife. “Os médicos de Caruaru com essa ação mostram que estão unidos mediante a realização do concurso”, disse Mário Jorge.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro