1 de agosto de 2012 às 10h43min - Por Mário Flávio

Consultado pelo blog a respeito dos argumentos apresentados pela corrdenação da Coligação Caruaru com a Força do Brasil para não ir ao debate às 10h, o experiente servidor da Câmara Municipal de Caruaru, Vicente Sabino, discorda da alegação. Para ele, tal assertiva sobre o estatuto do servidor não se aplica ao prefeito Zé Queiroz e nem a nenhum outro prefeito do Brasil

Segue a explicação – “Pelo meu parco conhecimento, o Aquiles jamais deveria ter falado na reportagem sobre o estatuto. Porque ele é aplicado ao detentor de cargo público, que entra por meio de concurso. Diferente dos agentes públicos (prefeitos, vereadores,) que entram por meio de eleição e a eles nada intereferem o estatuto, a menos que um funcionário queira ser candidato, aí tem algumas situações no estatuto que vai interferir. Fora isso, eu “acho”, pra não dizer que tenho certeza, que não tem nada haver estatuto do servidor com o cargo do prefeito. Aquiles deveria ter consultado o jurídico antes de se pronunciar”, disse.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro