31 de agosto de 2012 às 10h50min - Por Mário Flávio

20120831-105022.jpg

Durante o segundo bloco do debate entre candidatos a prefeito de Caruaru, realizado pelas Rádios Liberdade nesta sexta (31), a polêmica do restaurante do Alto do Moura voltou à tona, quando os jornalistas fizeram perguntas aos prefeituráveis. Já saturado durante a semana, o assunto retornou à pauta quando o candidato Fábio José foi indagado sobre o que considerava a respeito da polêmica.

“Eu considero que o nosso guia foi protagonista nesta semana, pois discutimos propostas, enquanto as duas outras coordenações se concentraram em discutir quem era o dono do restaurante ou quem fez mais, é preciso discutir o que pode ser feito para restaurar o Alto do Moura”, disse Fábio.

Já o prefeito e candidato à reeleição Zé Queiroz, que foi perguntado também sobre o que não pôde ser cumprido em sua gestão, assegurou que, se eleito, iria revitalizar o local. “Quando prometemos nossas ações do plano de governos, propomos o que era possível ser feito, mas não que tudo seria feito nessa gestão. Quanto ao Alto do Moura, fomos vítimas de uma farsa, quando o guia utilizou uma pessoa que não era Diná do estabelecimento para dizer que abandonamos o local, mas nossa proposta para revitalizar o Alto do Moura já está pronto”, explicou.

Em rebate, Miriam afirmou que o guia dela foi vítima de acusações. “Nosso guia foi acusado de farsa, mas o que nós fizemos foi ouvir os moradores do Alto do Moura, pois o nosso guia é propositivo e escutamos a população justamente para que eles exponham suas necessidades e a carência pela qual passam”, ressaltou. Ainda indagada, Miriam disse que continuaria o projeto Revitalino proposto por Zé Queiroz. “Se eleita, vou sim dar continuidade à reconstrução do Alto do Moura, pois tudo que é bom para a cidade deve ser continuado”, completou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro