3 de agosto de 2012 às 10h54min - Por Mário Flávio

No segundo bloco do debate na rádio Cultura, os candidatos à prefeitura de Caruaru, Zé Queiroz (PDT), Miriam Lacerda (DEM) e Fábio José (PSOL) tiveram espaço para fazerem perguntas entre si. No foco das perguntas, observou-se muita comparação entre a gestão Tony Gel/ Neguinho Teixeira e a atual administração, tendo como mote o alinhamento com governos federal e estadual. Além disso, a preocupação com o meio ambiente também teve relevância.

Miriam Lacerda iniciou o bloco questionando Fábio José sobre como ele pretende atuar com relação à coleta de lixo e meio ambiente. A proposta do candidato é apostar na reciclagem e recuperação do Rio Ipojuca. “Pretendemos criar uma cooperativa para coleta de lixo em Caruaru, realizando também a reciclagem do lixo, o que economizaria os custos de realização do serviço, por exemplo com o aluguel de carros de coleta, reduzindo em torno de um milhão os gastos. Nossa ideia também seria criar um novo aterro sanitário e recuperar o rio Ipojuca, priorizando sua manutenção”, ressaltou Fábio.

Miriam respondou que é necessário enfocar o meio ambiente na gestão futura e criticou a atual gestão, citando que na gestão de Queiroz, não foi sequer enviado o plano de resíoduos sólidos para receber investimentos fed3erais. Miriam ainda citou que em 2001, Tony Gel foi responsável pelo primeiro aterro sanitário.

Já Fábio José direcionou sua pergunta a Queiroz e tocou no tema Saúde. Ele disse que essa infraestrutura hoje se encontra em caos. Ele questionou que a UPA do Município e os PSFs se encontram em déficit, enquanto a UPA estadual funcionaria adequadamente. Queiroz respondeus que há um novo projeto de saúde, em parceria com o governo estadual. “Nós estamo cronstruindo uma nova rede, a saúde é um problema nacional, mas estamos desenvolvendo um trabalho gradual. Nossa UPA funciona muito bem, quem fala mal dela são adversários. Este mês vamos começar a contruçao de mais 2 UPAS. Temos 42 PSFs funcionando, nós fizemos dois concursos médicos, um chmando 260 médicos. Nós estamos no caminho do futuro”, citou.

Ainda em tréplica, Queiroz disse que o alinhamento dos governos está fazendo Caruaru renovar os equipamentos de Saúde. Partindo para a pergunta da vez, o prefeito questionou de Miriam quais os planos dela para a infraestrutura da cidade. A candidata disse que enfocaria parcerias com o governo estadual também.

“Vamos fazer parceria com o governo do estado e Compesa para trazer água á zona rural, com a Caixa Economica, para trazer mais cidades, criar o Concelho Municipal, além da revisão do plano diretor, que já está bastante defasado aqui”, respondeu Miriam, que ainda paorveitou para alfinetar que a falta de médicos é um problema continua muio grande.

Já Queiroz criticou que o governo de Tony Gel deixou mais de mil ruas sem calçamento. Ele disse que em infraestrutura, a atual gestão ofereceu asfaltou de leste ao oeste, construiu três novos parques, execução de projeto de abastecimento de água na zona rural.

Por sua vez, Miriam voltou a dizer que achava engraçado Queiroz citar infraestrutura, pois salientou que a gestão anterior teve que recuperar a Avenida Portugal, que estava defasada. “Na gestão de Tony Gel, recebemos, por exemplo, recursos para recapear a Agamenom Magalhães e para fazer o Anel Viário e que será concluído no nosso futuro governo”, completou.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro