21 de abril de 2015 às 07h25min - Por Mário Flávio

 
O almoço do última sexta-feira entre os líderes do PSB em Caruaru não foi apenas uma coincidência não.  Teve muita política e principalmente o pleito de 2016. O fato principal é que o PSB terá candidatura para disputar a prefeitura. Raquel ou Laura ou até mesmo as duas numa eventual composição. No entanto, a decisão dos Gomes em deixar o governo já foi cogitada e não apenas isso, o PSB pode sair em massa da gestão. O motivo é simples: o partido deve encabeçar a chapa da Frente Popular em Caruaru e o prefeito José Queiroz (PDT) tem o nome do senador Douglas Cintra (PTB) para ser o eventual sucessor. 

As ausências dos Gomes de alguns eventos no início do ano foram justamente por não concordar com esse possível apoio de Queiroz a Cintra. Diante do fato, já existe até um início de conversa dentro da Executiva do PSB em entregar os cargos no governo municipal e abrir o processo de discussão sobre a eleição de 2016. De certo mesmo é que Jorge, Laura e Marcelo de um lado, Raquel e João Lyra do outro, não arredam o pé do PSB e esperam contar com o apoio do Palácio para o pleito do ano que vem. Existe uma resolução do PSB que nas cidades onde existirem mais de 200 mil eleitores o partido tem candidatura própria e isso também pesa para que todos fiquem no partido. 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro