26 de fevereiro de 2013 às 11h25min - Por Mário Flávio

O DCE da Fafica emitiu nota de repúdio contra a decisão da prefeitura de Caruaru em sancionar o PCC da Educação. Os futuros professores se solidarizaram com Sismuc e Atec e dizem que foi dado um golpe na educação municipal. Segue a íntegra da nota:

NOTA DE REPÚDIO – Ao sancionar o novo PCC da educação para a cidade de Caruaru, o prefeito José Queiroz deu um golpe em todos os profissionais da área educacional da nossa cidade. É inaceitável que em pleno Século XXI, quando os debates de valorização da educação ganham cada vez mais força em todo país, Caruaru retroceda e desvalorize os seus professores e consequentemente a nossa educação.

Fato de grande lamento também é vermos a Câmara de vereadores se comportar como uma extensão do gabinete do prefeito, aprovando projetos sem ao menos discuti-los, de tal forma é de se lamentar os posicionamentos do líder do governo na câmara, Demóstenes Veras, ao defender veementemente o PCC aprovado.

A FAFICA é uma faculdade que tem como um dos seus objetivos a formação de professores, e como futuros professores os alunos da FAFICA não aceitam as condições que estão sendo impostas a categoria na nossa cidade, e estão na luta para defender os profissionais da educação em Caruaru.

São por estes fatos que o diretório central dos estudantes livre Padre Zacarias Tavares, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Caruaru, vem a público externar o seu descontentamento com a forma pela qual a educação está sendo tratada na nossa cidade. E ratificar que damos todo apoio ao SISMUC e a ATEC na luta dos direitos dos professores Caruaruenses.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro