3 de abril de 2012 às 23h22min - Por Mário Flávio

Assinar um Termo de Ajuste de Conduta com o Ministério Público do Estado. Esta foi a promessa do diretor de Relações Regulatórias da TIM Nordeste, Carlos Eduardo Franco, após ser ouvido pela CPI da Telefonia Móvel da Assembleia, nesta terça. De acordo com o representante da operadora, desde que os itens do termo sejam feitos sob o acordo das duas partes, a empresa não vê nenhum problema em assumir esse compromisso.

Durante o encontro, Franco explicou a forma de trabalho da operadora no Estado, bem como as ações a serem realizadas pela empresa. Segundo o diretor, atualmente são 493 antenas instaladas em Pernambuco, sendo que, em 17 municípios, a TIM é a única operadora atuando. Apesar de ser a campeã em reclamações no Procon, Franco destacou que, graças aos investimentos, o serviço da empresa vem melhorando a cada dia. O diretor informou que, entre 2012 e 2015, a TIM deve investir cerca de 250 milhões de reais no Estado.

O presidente da CPI, deputado Betinho Gomes, do PSDB, afirmou que a assinatura do Termo de Ajuste de Conduta é um avanço obtido pela CPI. Mesmo assim, o parlamentar ressaltou que o colegiado vai estudar outras formas de cobrar um melhor serviço à empresa. Também participaram da reunião, membros do Ministério Público do Estado, do Procon, da Adecon e de outras entidades representativas dos direitos do consumidor.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro