12 de março de 2020 às 18h41min - Por Mário Flávio

De acordo com o Coronel Meira, a meta estabelecida pelo diretório nacional do Aliança para Pernambuco era de 4.800 fichas, entretanto, mesmo com cota superada, a coleta segue firme nos municípios do Estado. “Não existe limite para apoiamentos. Foi nos repassado um número mínimo como meta, no qual já foi batido há tempo; porém, continuamos na luta para levar ao Tribunal Superior Eleitoral – TSE, o máximo de fichas possíveis, mostrando ao Brasil, a força do povo de Pernambuco que busca mudanças para nossa Nação”, comentou o Coronel Meira, Coordenador Geral do Aliança, em Pernambuco.

“Ultimamente, tem se noticiado que o Aliança pelo Brasil não teria atingido a meta de assinaturas; o que é totalmente errado. O partido já ultrapassou mais de 1 milhão de assinaturas, porém, o lançamento no sistema do TSE (SAPF – Sistema de Apoiamento de Partidos em Criação) não teve continuidade devido a problemas técnicos e posteriormente por questões jurídicas.” explicou Rodrigo Figueiredo — que junto com Sandra Queiroz e Sílvio Nascimento têm se dividido na organização, captação e lançamentos das fichas em Pernambuco.

“Estamos aguardando autorização da Advogada do partido, Dra. Karina Kufa para que possamos entregar ao Tribunal Regional Eleitoral, todas as fichas, devidamente enviadas pelo sistema (com folha de registro), catalogadas e separadas em lotes”, completou Coronel Meira.

“Não tenho dúvidas que o Aliança pelo Brasil nascerá forte. A união de esforços de todos os membros de nossa equipe e dos colaboradores aliados de leste a oeste de Pernambuco, fará do Aliança o maior partido da América Latina”, enalteceu Gilson Machado Neto (Presidente da Embratur).


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro