16 de março de 2012 às 08h00min - Por Mário Flávio

Na sessão da Câmara Municipal de Caruaru da última terça-feira (13), o advogado Bernardo Barbosa Filho se reuniu com o assessor da presidência, Vicente Sabino, e com o controlador da Casa Legislativa, Elialdo Lima, para debaterem sobre questões referentes ao controle de gastos no Legislativo. De acordo com o presidente da Câmara, Lícius Cavalcanti (PCdoB), os servidores da Casa constantemente debatem sobre como manter o orçamento da Casa no limite. E desde 2009, vem sendo desenvolvido na Câmara um sistema informatizado que envia as informações sobre gastos diretamente para o Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE).

O sistema implantado chama-se SAGRES e é uma iniciativa do próprio TCE. “Esse sistema atualizou a forma como controlamos nossos gastos na Casa e é o que, por exemplo, nos ajuda e ajuda o TCE a evitar erros na monitoração do orçamento”, disse. Sobre a reunião de terça com Bernardo, Elialdo Lima ressaltou que o advogado os alertou para cumprir todas as normas do Tribunal.

“Implantamos esse sistema desde 2009, para que todas as informações que as informações sejam enviadas para o TCE. Hoje, minha função é controladoria  e auditoria, sou responsável junto com o presidente Lícius por observar o cumprimento das normas do Tribunal. Na reunião, Bernardo, que presta consultoria à Câmara, alertou que fossem cumpridas todas as determinações, o que estamos fazend. Quando analisamos o caso de Rogério  Meneses, por exemplo, devemos entender que foi notificado um estouro do limite de 70% por conta de uma contribuição ao CaruaruPREV que teve o pagamento vencido num sábado, mas que podia por lei ser paga na segunda-feira seguinte. Foi o que fizemos. O TCE não havia observado isso na época, o que foi um equívoco. Mas, os registros no sistema do SAGRES permitem que tais falhas sejam identificadas”, explicou Elialdo.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro