26 de dezembro de 2017 às 09h41min - Por Mário Flávio

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) obteve a condenação de Pedro Pereira de Lima pelo assassinato de Isisvaldo Conrado de Lorena e Sá, cometido em 9 de maio de 2011. O Tribunal do Júri da Comarca de Serra Talhada acolheu os argumentos do MPPE e condenou o réu pelo crime de homicídio qualificado com uso de recursos que impossibilitou a defesa da vítima.

De acordo com a sentença emitida pela Justiça, o réu foi condenado a 18 anos de reclusão. A pena deverá ser cumprida inicialmente em regime fechado, sem a possibilidade de o réu recorrer em liberdade. Segundo o promotor de Justiça Hugo Eugênio Quintas Lopes, a tese do MPPE, que apontou Pedro Pereira de Lima como o executor da vítima, foi acolhida integralmente pelo Conselho de Sentença.

De acordo com as informações apresentadas pelo MPPE durante o julgamento, Pedro Pereira de Lima, que ganha a vida como pistoleiro, teria efetuado disparos de arma de fogo contra Isisvaldo, que era ex-vereador de Serra Talhada. O crime ocorreu nas imediações da sede da Guarda Municipal e chocou a comunidade local. “Ele havia sofrido outros dois atentados contra a sua vida e chegou a pedir proteção ao Estado”, destacou o promotor de Justiça.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro