13 de janeiro de 2017 às 08h48min - Por Mário Flávio


Os técnicos da Companhia Pernambucana de Saneamento-Compesa identificaram hoje (12) uma ligação clandestina em um trecho da Adutora do Prata, localizado no KM 76, da BR-104, durante a execução de um estouramento que , incialmente, se pensava que trava-se de um acidente. Foram encontrados barreiros na área, alimentando carros-pipa particulares, com água desviada da Compesa e que era destinada à população de Caruaru., que enfrenta um rigoroso regime de racionamento em virtude da seca na região.

A Compesa percebeu a redução de uma vazão de 50 litros/segundo do Sistema do Prata. “Fomos investigar as causas e encontramos o vazamento. Para a nossa surpresa o vazamento foi ocasionado pelo desacoplamento da ligação irregular que estava conectada a adutora”, revela Andréa Porto, gerente de Unidade de Negócios da Compesa, em Caruaru.

A irregularidade provocou a falta de água em localidades da Zona Oeste de Caruaru ,além dos bairros de Santa Rosa e parte do Vassoural. Os serviços de reparo já foram concluidos A retomada da distribuição ocorrerá de forma gradativa e seguirá o calendário de abastecimento. O furto de água prejudicou 115 mil pessoas da cidade de Caruaru.

Após perceber o desvio da água, a Compesa acionou as Policias Civil e Militar na tentativa de flagrar e prender os autores da irregularidade. Quando chegarem ao local, os policiais não encontraram as pessoas que estavam furtando a água da Compesa, pois as mesmas já haviam fugido do local. A investigação irá prosseguir.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro