6 de janeiro de 2012 às 14h29min - Por Mário Flávio

O Governo de Pernambuco começou a tirar do papel mais um dos projetos de mobilidade urbana voltados para a Copa 2014: o Corredor Norte-Sul, uma via expressa para ônibus que vai cortar a Região Metropolitana do Recife. Nesta sexta-feira (06), o governador Eduardo Campos foi conferir in loco os trabalhos iniciados no km 42 da BR-101, em Cruz de Rebouças, Igarassu. “Entramos em campo pra que o povo ganhe e ganhe em transporte coletivo de qualidade”, disse.

Nesta primeira fase, os trabalhos serão realizados num trecho de 5 Km que vai do KM 42 (perto da Ondunorte) até o Km 47 (próximo à UPA de Cruz de Rebouças), na BR-101. Dentro de três meses serão trocadas as placas de concreto e restaurada a pavimentação da via, que será reforçada. O custo é de R$ 6 milhões. Encarregado da obra, Antônio Ferreira Mariano coordena uma equipe de dois mil funcionários. Ele contou que todo material utilizado no trabalho é de primeira qualidade. “Essa BR vai virar um tapete”, garantiu.

Dentro de uma nova concepção de Transporte Rápido de Ônibus (TRO), o Corredor Norte-Sul integrará a cidade de Igarassu à Estação Central do Metrô, no Recife. Ao passar por Olinda, ganhará um viaduto e um elevado nos Bultrins e um outro elevado em Ouro Preto. As obras demandarão R$ 151 milhões em investimentos e devem ficar prontas em 18 meses. O percurso de 33,2 km terá 33 estações interligadas a quatro terminais: Igarassu, Abreu e Lima, Pelópidas Silveira e PE-15.

Além de mais rápido, o TRO é também mais confortável. As tarifas são cobradas antes do embarque do passageiro. Todos os veículos serão dotados de ar-condicionado, GPS, câmeras de segurança e contagem eletrônica de passageiros. Os veículos não terão escadas, o que facilitará o transporte de pessoas com deficiência. A distância de uma estação para outra será de 400 metros, a mesma das tradicionais paradas de ônibus.

O Corredor Norte-Sul faz parte do pacote de obras de R$ 600 milhões lançado pelo Governo do Estado para desafogar o trânsito na RMR. Eduardo destacou que essas intervenções compõem o tão importante legado da Copa de 2014. “Curitiba há mais de 30 anos investe em corredores exclusivos de transportes. Há 15 anos, Bogotá começou a fazer investimentos no Transmilênio, conhecido mundialmente. E Recife vai, até 2014, ter praticamente a mesma quantidade de corredores que eles têm”, comparou.

EM DIA

O governo garante que o cronograma das obras do Programa de Mobilidade da Copa 2014 está sendo rigorosamente cumprido. O Governo já iniciou a construção do Corredor Leste-Oeste e também do Terminal Integrado Cosme e Damião e do Ramal Cidade da Copa. A passarela que vai ligar o Aeroporto dos Guararapes até o Terminal Integrado e à estação do Metrô está em licitação.

 

Fonte: PCP Imprensa


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro