21 de agosto de 2012 às 23h13min - Por Mário Flávio

Começou hoje a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. Durante meia hora podemos acompanhar o programa destinado aos candidatos a vereador, que apoiam as três candidaturas a prefeito de Caruaru. Algumas considerações devem ser feitas a respeito do programa.

Sem a mesma atenção dos marqueteiros, a maioria desperdiça o pouco tempo que tem. São 15 ou 20 segundos preciosos, que nada acrescentam e em muitas vezes podem servir como um tiro no pé dos candidatos, que devido a pouca intimidade com as câmeras, não tem o desempenho esperado.

O ideal seria mesmo usar um locutor que passe credibilidade e numa narração apontar os feitos daquele candidato, com imagens dele. Estratégia que vai ajudar e muito aqueles candidatos que têm muita dificuldade na hora de se expressar, principalmente a frente do teleprompter, aparelho usado para que o candidato leia o texto que vai falar. A voz do locutor e imagens irão permitir maior entendimento ao telespectador e aos ouvintes, nesse caso o candidato vai ter que desembolsar um dinheiro extra, mas vale a pena, existem produtoras e agências de publicidade especializadas nesse tipo de produção.

Fazer um guia para a TV e repetir o programa no rádio é outra forma errada de perder tempo. Nesse caso, alguns termos e imagens não se adaptam aos dois veículos. O nome do candidato deve sempre ser citado, sendo assim, se o mesmo texto for ser usado no rádio, o ouvinte não vai precisar ter uma bola de cristal para adivinhar quem está falando. Essas são algumas dicas para que o candidato evite o vexame diante dos eleitores.

CURIOSIDADES – Nos guias dos candidatos que apoiam Miriam Lacerda e Zé Queiroz, os nomes dos dois postulantes ganharam destaque e foram citados o tempo todo. As duas candidaturas apostam em jingles chiclete para cair nas graças do povo.

O EXEMPLO – Poucos candidatos aproveitaram bem o guia para vereador. Vale destacar aqui Zé Ailton e Marcelo Gomes, que usaram o auxilio de locutores para mostrar as ações e evitaram usar a fala em excesso.

A ESTRELA – Sem sombra de dúvidas, o candidato a vereador Davi Cardoso, conseguiu brilhar mais que todos os demais. Grande articulador dos famosos módulos, montou uma estratégia inicial em que os presidentes de partidos aparecem no primeiro guia, sendo que ele, por ser comunicador, foi quem mais usou a palavra e apareceu em quase um minuto. Garoto esperto!

SOZINHO – O vereador Lícius Cavalcanti cumpriu a promessa e não pediu votos para o prefeito Zé Queiroz. Curiosamente, ele foi um dos escolhidos para fazer o rodízio e ficou de fora do guia de TV na parte noturna, horário nobre da televisão.

NOMES ESTRANHOS – Como era de se esperar já aparecem os primeiros candidatos com nomes exóticos. Popay, Tororó e Rato foram os primeiros da lista.

BADALADO – O candidato Jajá deixou a militância animada. O candidato quando apareceu muita gente comentou “Esse é o famoso Jajá?”. No quesito simpatia, até agora é o mais citado.

DEU SONO – Todos sabem das dificuldades financeiras da candidatura do PSOL, mas o BG (música) do guia eleitoral deve ser repensado. No primeiro guia, enquanto as candidaturas de Miriam Lacerda e Zé Queiroz trouxeram guias com BGs chicletes e pra cima, o do PSOL veio com ima música que deu até sono. Dá pra melhorar. #FicaaDica


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro