23 de julho de 2012 às 00h56min - Por Mário Flávio

Mesmo sem a presença de bandeiras, adesivaços e com pouco espaço para os cavaletes, que estão na mira do Juiz da Propaganda Eleitoral, Pierre Souto Maior. As três candidaturas a prefeito de Caruaru já apresentam a estratégia a ser usada em toda a campanha e cada lado deixa claro como vai agir daqui pra frente.

Com poucos recursos para a Campanha, o candidato da Coligação Caruaru Pode Mais – Por Um Socialismo de Verdade, Fábio José, faz uma campanha discreta, com ações pontuais e visitas nos redutos dos candidatos a vereador. A principal meta de Fábio é se tornar conhecido e o discurso dele é de renovação.

Nas outras duas candidaturas, que devem polarizar a eleição, os sentimentos e ações são bem diferentes. A candidata da Coligação Caruaru em Boas Mãos, Miriam Lacerda (DEM), segue num ritmo frenético de campanha. Faz visitas diárias e escolheu locais de grande aglomeração para fazer a campanha. A Democrata aposta no corpo a corpo e quer convencer a população, que o governo terá autonomia e descarta a tese do andor a respeito de Tony Gel.

Candidato a reeleição pela Coligação Caruaru com a Força do Brasil, Zé Queiroz (PDT), realizou neste domingo o primeiro grande ato de campanha. Subiu as ladeiras do Morro do Bom Jesus, local escolhido estrategicamente pela coordenação da campanha. No discurso, o candidato fortaleceu as parcerias com o governo estadual e federal, principalmente com o governador Eduardo Campos. A pouca presença de vereadores, mostra mais uma vez que o candidato terá essa dificuldade durante a campanha.

É claro que ainda é o início da campanha e que muita água vai rolar, mas como era previsto, a partir dessa semana a militância estará mais engajada e vai partir pra cima no intuito de tentar convencer ao eleitor que o seu projeto é melhor que o do adversário.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro