27 de dezembro de 2011 às 01h10min - Por Mário Flávio

No início da década de 1990, o cantor e compositor Renato Russo compôs a música “Duas Tribos”. Nela, o artista fas referências a várias situações do nosso país e em determinada parte da música profetiza: “…O Brasil é o País do Futuro…”. Podia ser até uma ironia, já que adiante da letra ele diz que “…Seja em qualquer situação, eu quero tudo pra cima”. Mas se estivesse vivo, hoje o poeta teria muito o que comemorar. O Brasil termina 2011 com uma economia maior que a do Reino Unido. Isso mesmo, os dados foram repassados pelo Centro de Pesquisa Econômica e Negócios (CEBR, na sigla em inglês). Trata-se de uma projeção de crescimento, a partir dos resultados obtidos pelos países.

De acordo com a empresa de consultoria, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil supera o inglês em cerca de 37 bilhões de dólares. O PIB é a soma de tudo que é produzido pela economia de um país. É claro que muitos irão contestar essa informação. Ainda temos um salário mínimo quatro vezes menor que o dos britânicos e por lá, não existem favelas, nem pedintes pelas ruas ou analfabetismo. Dados do Fundo Monetário Internacional (FMI) mostram que o PIB per capita da Grã-Bretanha ainda é muito superior ao do Brasil.

No entanto, a subida do Brasil para a sexta colocação se dá também pela crise vivida pelos países europeus, que diferente de outros tempos, não provoca nenhum reflexo na economia brasileira, que segue a cada ano mais forte. Resta aos nossos governantes fazer bom uso desse resultado. A situação não deve ser politizada, afinal cada grupo, seja de direita, centro ou esquerda, teve a sua contribuição. O momento é de mudar a imagem que aqui só temos craques nos campos de futebol ou mulatas bonitas e boas de samba. Hoje, temos a pujança das exportações, tendo a China como carro chefe e um mercado interno aquecido e motivado, principalmente pelos incentivos para os pequenos e micro empresários.

As seis principais economias do mundo passam a ser, na ordem: Estados Unidos, China, Japão, Alemanha, França e Brasil. As projeções para os próximos 20 anos são ainda melhores e é provável que nesse período possamos ter o padrão de vida das pessoas que moram na Europa. Hoje, vivemos num Brasil melhor, com pessoas tendo a oportunidade de abrir o próprio negócio e não nos resta outra frase para definir o atual momento: “…O Brasil é o País do Futuro…”.

MUDANÇAS – O prefeito Zé Queiroz faz hoje quatro alterações no primeiro escalão. A principal, no CaruaruPrev. Osório Chalegre deixa a presidência da autarquia para assumir a procuradoria, no lugar de João Alfredo Belrão, que pediu para sair, após a crise do Leite. Durante esse período, a procuradoria foi acumulada pelo secretário de Gestão de Pessoas, Antônio Ademildo.

PRESIDENTA – Já a presidência do CaruaruPrev ficará sob a batuta de Paula Yonara. Ela tem vasta experiência na área da previdência social e está no governo Queiroz desde o início da Gestão, sendo de extrema confiança de Chalegre. 

MULHERES – Com a entrada de Paula Yonara, o número de mulheres no primeiro escalão sobe para 4. Além da nova presidenta do CaruaruPrev, também estão no governo: Aparecida Souza (secretária de Saúde), Marta Melo (secretária da Criança, do Adolescente e de Políticas Sociais) e Elba Amorim (secretaria Especial da Mulher).

NOVA SECRETÁRIA – A secretária Especial da Mulher, Elba Amorim, também toma posse hoje. Ela assume a vaga deixada por Louise Caroline, que deixa a secretaria para cursar uma etapa do mestrado em Ciências Políticas, na cidade de Madrid, na Espanha. 

EDUCAÇÃO – Támbém assume hoje o novo secretário Executivo de Educação. Trata-se de Elvio Francisco Costa. Ele vai ocupar o cargo que estava vago desde a saída de Paulo Muniz, quando Tony Galvão ficou respondendo como titular pela Pasta. Elvio estava atuando na diretoria administrativa da Destra. 

ASSINATURA – A partir das 14h será assinada a ordem de serviço para a construção do Centro de Convenções de Caruaru. O evento será realizado no SESC e vai contar com a presença do presidente da Fecomércio, Josias Albuquerque. Os investimentos são na ordem de 14 milhões de reais.

ENCONTRO – A solenidade vai ser marcada pelo encontro entre o prefeito Zé Queiroz e o governador em exercício, João Lyra. Os dois não se falam desde a troca de farpas via imprensa, promovida por João Lyra. Na semana passada, Queiroz engrossou o tom e disse que não foi a confra oferecida pelos Lyra, porque não tinha clima.

 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro