16 de julho de 2015 às 13h53min - Por Mário Flávio

Informa hoje (16) o jornal “O Globo” que o senador Fernando Collor (PTB-AL) não declarou à Justiça Eleitoral em 2014 os três carros de luxo apreendidos pela Polícia Federal na “Casa da Dinda”, em Brasília, na última terça-feira. O senador disputou a reeleição naquele ano e tinha obrigação de informar à Justiça Eleitoral a sua declaração de bens.Os veículos não declarados foram um Porsche, uma Ferrari e uma Lamborghini, avaliados em R$ 4,7 milhões, segundo o jornal.

Na declaração de bens entregue ao TRE de Alagoas, o senador informou a propriedade de 14 veículos, mas “esqueceu” de incluir aqueles três. Collor é um dos investigados na operação Lava Jato por suspeita de ter recebido dinheiro do esquema de propina da Petrobras, o que ele nega. Ele atribui à diligência feita pela PF na “Casa da Dinda” e no apartamento funcional que ocupa, em Brasília, a uma “perseguição” do procurador geral da República, Rodrigo Janot, fato que não teve a menor repercussão no Congresso Nacional.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro