29 de abril de 2014 às 16h02min - Por Mário Flávio

20140429-160348.jpg

A defesa soltou o verbo contra a Comissão de Ética da Câmara de Caruaru. Os advogados reclamam que existe a clara intenção de dar celeridade ao processo para culminar com o prejuízo para os dez vereadores indiciados pela Operação Ponto Final. Após a ouvida de Jajá o advogado Saulo Amazonas garantiu que existe um julgamento político em curso e que se a defesa pedir até um café, a Comissão indefere. Visivelmente irritado, o vereador Jajá (sem partido), disse que a intenção é clara para cassar os vereadores. “Estão atropelando tudo”, desabafou.

A defesa alega que até agora a Comissão faz apenas a seguinte pergunta: “Se houve ou não quebra de decoro?”. O relator, vereador Marcelo Gomes (PSB), disse que o julgamento é político, mas pelo fato de ser uma Casa política. Ele negou perseguição política e disse que o barulho dos advogados é o papel que cabe a eles. O debate deve ser estendido a sessão de hoje a noite e Jajá promete abrir a boca. A conferir.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro