19 de dezembro de 2020 às 13h25min - Por Mário Flávio

A Presidência Nacional do Cidadania, ad referendum da Comissão Executiva Nacional, decidiu nesta sexta-feira (18) afastar o deputado estadual Fernando Cury de todas as funções diretivas partidárias, em todas as instâncias, bem como de todas as funções exercidas em nome do Cidadania, inclusive junto à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Cury é acusado de assediar a deputada estadual Isa Penna (PSol). Ao decidir pelo afastamento, que vai durar até a conclusão do processo no Conselho de Ética do Cidadania, o presidente do partido, Roberto Freire, levou em consideração a gravidade do caso e a celeridade com que o tema está sendo tratado.

Mais cedo, Freire e o presidente do Cidadania-SP, deputado Arnaldo Jardim, já haviam representado contra o parlamentar no Conselho pedindo urgência na análise do caso e a indicação das medidas disciplinares cabíveis para posterior deliberação do Diretório Nacional.

“Acrescentamos a evidente urgência na apuração dos fatos, sem prejuízo do contraditório e da ampla defesa, considerando que a acusação refere-se a uma conduta absolutamente incompatível com os princípios defendidos pelo partido”, observam.

Pelo regimento interno, uma vez recebida a denúncia, Cury terá prazo de 8 dias para apresentar a defesa. Entre as sanções possíveis, está a expulsão do partido.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro