20 de fevereiro de 2020 às 14h11min - Por Mário Flávio

Após levar dois tiros nesta quarta-feira (19), o senador Cid Gomes (PDT-CE) recebeu alta da Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital de Coração de Sobral. Na manhã desta quinta-feira (20), o senador foi transferido para a enfermaria. Segundo boletim médico divulgado às 8h40, Cid “evoluiu sem intercorrência nas últimas horas, mantendo-se hemodinamicamente estável e com padrão respiratório normal”.

O senador foi alvejado por dois tiros na região do tórax ao avançar com um retroescavadeira sobre um grupo de policiais militares que faziam um piquete durante greve por melhores salários. O incidente ocorreu na cidade de Sobral-CE, interior do estado, e base eleitoral do senador.

O incidente levou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, a enviar a Força Nacional de Segurança para o Ceará. Ainda na quarta-feira, o ministro informou que já haviam sido enviadas “equipes da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal para Sobral para garantir a segurança do Senador Cid Gomes”.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), também demonstrou preocupação com o caso.

“Acompanho com preocupação os desdobramentos do ocorrido com o senador Cid Gomes, na tarde desta quarta-feira (19), em Sobral, no Ceará. Entrei em contato o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e com o governador do Ceará, Camilo Santana, para obter informações e garantir a segurança do parlamentar”, escreveu Alcolumbre.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro