3 de janeiro de 2013 às 10h51min - Por Mário Flávio

A cesta básica está mais cara na Região Metropolitana do Recife (0,50%) e nos municípios de Caruaru (0,20%), Vitória de Santo Antão (0,12%) e Cabo de Santo Agostinho (0,16%). O preço médio da cesta básica foi de R$261,26 na RMR, R$252,16 em Caruaru, R$ 251,66 em Vitória e R$ 261,74 no Cabo de Santo Agostinho. O PROCON-PE calculou ainda o impacto do valor da cesta básica no salário mínimo atual. Na RMR foi de 42,00%, em Caruaru 40,54%, em Vitória 40,46% e no Cabo 42,08%.

Os itens de alimentação foram os que sofreram maior variação de preço em todas as cidades pesquisadas. Na RMR os itens que mais sofreram variação foram o quilo da batata inglesa (122,91%) e o quilo da cebola (119,50%). Em Caruaru, os produtos que mais variaram foram o café em pó (94,41%) e o quilo da salsicha avulsa (74,67%). Em Vitória de Santo Antão, o produto que mais apresentou diferença foi o quilo do alho (108,86%).

COMPARATIVO ANUAL – O PROCON-PE fez um comparativo anual dos preços pesquisados. O estudo demonstrou que houve um aumento em quase todos os produtos que compõem a Cesta Básica do pernambucano, tendo alguns produtos sofrido aumento de até 145%. A Cesta Básica mais cara pesquisada foi no mês de Janeiro de 2012 (R$ 243,06) causando um impacto de 39,06% sobre o salário mínimo. Em Dezembro de 2012, o custo desta mesma Cesta Básica foi de R$ 261,74 causando um impacto bem maior, de 42,08% sobre o salário mínimo.

O objetivo da pesquisa da cesta básica realizada pelo PROCON-PE é oferecer ao consumidor pernambucano um instrumento auxiliar para a determinação de compras mais racionais do ponto de vista do preço, permitindo-o ter uma visão mais clara da incidência de cada produto sobre seu orçamento doméstico. A pesquisa toma como base a cesta básica mensal para uma família composta por quatro pessoas, sendo dois adultos e duas crianças.

O levantamento foi realizado em 20 estabelecimentos da Região Metropolitana do Recife (Recife, Olinda, Paulista, Abreu e Lima), 09 no Cabo de Santo Agostinho, 22 em Caruaru e 12 em Vitória de Santo Antão. A análise dos preços foi feita nos 27 itens de maior participação na variação do valor médio da Cesta Básica, entre alimentação, limpeza doméstica e higiene pessoal.

O diferencial da pesquisa do PROCON-PE em relação as que são realizadas por outros institutos, é que neste levantamento, é possível identificar o preço de cada item por estabelecimento, fornecendo assim ao consumidor, os locais e endereços onde o produto encontra-se mais acessível. A pesquisa completa já está disponível no site do PROCON-PE: www.procon.pe.gov.br. No link: “Pesquisas de Preços”. Lá, o consumidor poderá consultar todos os estabelecimentos pesquisados.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro