20 de julho de 2018 às 11h30min - Por Mário Flávio

O PSDB, partido do pré-candidato à presidência, Geraldo Alckmin, deve ter o apoio do “Centrão”, grupo de partidos formado por PR, DEM, PP, Solidariedade e PRB para formação de coligação nestas eleições.

O acordo ainda não foi oficializado, mas as negociações avançaram para um desfecho favorável a Alckmin. Os líderes dos partidos se reuniram em Brasília, nesta quinta-feira (19), e anunciaram por meio da imprensa que a aliança está acertada.

Na quarta-feira (18), o PSDB já havia anunciado ter acertado formação de coligação com o PTB, partido do delator do mensalão, Roberto Jefferson.
Em evento em Brasília, nesta semana, o pré-candidato do PSDB disse, em entrevista coletiva, que o suposto envolvimento de membros do PTB em fraudes no Ministério do Trabalho não seria problema para a composição de sua chapa.

“Olha, nós precisamos trabalhar com as melhores pessoas e é isso que nós vamos fazer. Todos os partidos têm bons quadros. O PTB tem bons quadros”, disse.

O PSL, partido de Jair Bolsonaro, deve ir para a disputa da presidência com “chapa pura”, ou seja, sem nenhuma sigla parceira. Durante a semana, o PR e o PRP negaram apoio a Bolsonaro.

Já o MDB, do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, discute com outras siglas a possibilidade de formar coligação para a disputa da presidência.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro