12 de julho de 2015 às 12h01min - Por Mário Flávio
O deputado estadual Tony Gel é a aposta do partido para a cidade de Caruaru

O deputado estadual Tony Gel é a aposta do partido para a cidade de Caruaru

Diario de Pernambuco – Júlia Schiaffarino

Em um gesto que marca o anseio do PMDB de crescer em Pernambuco e retomar uma posição de protagonismo político no Estado, o deputado federal Jarbas Vasconcelos e o futuro presidente estadual da legenda, Raul Henry, percorrem o interior neste fim de semana para uma série de reuniões com lideranças políticas. Nas conversas, a composição de alianças para encabeçar as chapas na disputa de prefeituras. Esta é a primeira vez, desde o início do ano, que o ex-governador, outrora considerado o principal nome de oposição ao PSB durante o período Eduardo Campos, movimenta-se publicamente para tratar de 2016.

Avesso aos alardes fora de hora, Jarbas tem se mantido em reserva e prefere não falar, principalmente para evitar comentar sobre o Recife, onde se especula que o PMDB estaria descontente com a parceria na gestão de Geraldo Julio (PSB) e poderia lançar candidatura própria. Mesmo assim, o deputado é o condutor do partido no processo de construção para 2016. Há cerca de dois meses, ele mantém uma agenda intensa ao desembarcar de Brasília, em Pernambuco. De sexta à segunda, contando os finais de semana, faz questão de atender às mais diversas lideranças políticas do interior e Região Metropolitana. Muitas delas, para filiação.

Neste último sábado, algumas das paradas foram Araripina, administrada pelo PSB com o vice peemedebista e Ouricuri. “Iniciamos um período de muita atividade por ser esse período de filiação e temos sido muito procurados. Somos um partido com história, simpatia e tempo de TV e rádio. O que queremos agora é fortalecer o partido”, comentou Raul Henry. Sobre as cidades onde pode haver choque de interesses com o PSB, o vice-governador destacou haver um entendimento sobre as questões locais que as diferem da aliança estadual. “Não há problemas. Há um entendimento consensual que a realidade municipal do partido é outra e que cada partido tem que buscar o seu fortalecimento”. Raul Henry citou, como exemplo, Caruaru, onde PMDB, PSB e PDT estudam candidaturas próprias.

Atualmente o PMDB conta com sete prefeituras, algo que Jarbas considera incondizente com o tamanho que deveria ter o partido. No desenho de 2016, Petrolina, Caruaru e Olinda aparecem como cidades estratégicas. Na lista dos principais colégios eleitorais do Estado, podem servir tanto ao propósito de crescimento, quanto a “cartas na manga” durante as conversas sobre o Recife. Henry nega, mas também evita ser categórico ao falar em nomes nesses municípios. “Em Petrolina temos um prefeito bem avaliado (Júlio Lóssio) e sempre respeitamos a autonomia dele. Ele que tem liderado esse processo lá. Em Olinda, temos a preferência por Ricardo Costa. Mas estamos em um processo inicial”.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro