24 de janeiro de 2012 às 16h16min - Por Mário Flávio

Terminou agora há pouco a reunião para evitar futuros transtornos com as chuvas em Caruaru. Representantes de quase todos os setores da sociedade estiveram presentes ao evento, com a execessão das policias Civil e Militar. Na ocasião, o prefeito Zé Queiroz abriu os trabalhos e explicou o objetivo da reunião. Ele fez menção a secretária de Políticas Sociais, Marta Melo. A meta é evitar problemas ocorridos em 2011.

“Já pedi a marta que localize galpões para evitar transtornos no momento da chuva, já que no ano passado tivemos muitos problemas, principalmente para evitar experiências como as do ano passado, quando tivemos que colocar as pessoas desabrigadas nas escolas. Foi muito ruim, depois tivemos que tirar o pessoal da escola e foi muito complicado. Por isso, já providenciamos com a nossa secretária Marta Melo, para prevenir”, disse o prefeito Zé Queiroz.

O presidente da Câmara de Caruaru, Lícius Cavalcanti (PCdoB) aproveitou a oportunidade para sugerir atenção aos canais, que cortam a cidade. “Gostaria de pedir atenção especial ao canal do João Mota, que recebe grande quantidade de água. O mesmo recebe muita água com o rompimento de açudes, então peço atenção especial nesse caso”, disse o comunista.

Em seguida, alguns voluntários da Defesa Civil foram apresentados e cada entidade explicou o papel a ser desempenhado com o início das chuvas.  Hoje, Caruaru conta com 113 voluntários, que estarão aptos a servir a comunidade, no caso de cheia.

O capitão Costa, do Corpo de Bombeiros, destacou a importância dos voluntários para um momento de crise. Ele citou o exemplo da inundação de 2004, uma das maiores da história de Caruaru. “Naquele ano, tivemos muitos problemas e vítimas, mas o grande problema era a falta de pessoas aptas para ajudar. Hoje, a realidade é diferente, por isso, é importante esse tipo de debate”, pontuou.

Por fim, o prefeito Zé Queiroz disse que a cidade a partir de agora ficará em alerta com diversas medidas, entre elas:  “Monitoramento das barragens; conexão da central de previsão do tempo; centralização dos telefonemas dos principais envolvidos; limpeza dos canais e córregos, que cortam a cidade; identificação de áreas de alagamentos; aluguéis de galpões; e autorização de compras de equipamentos pela Destra. Uma administração moderna precisa estar em sintonia com os tempos modernos, e essa reunião conseguiu atingir ao objetivo”, finalizou.

O prefeito Zé Queiroz anunciou medidas de prevenção

 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro