2 de janeiro de 2014 às 10h25min - Por Mário Flávio

A decisão judicial que mandou nomear os 10 suplentes em Caruaru segue sendo uma dor de cabeça para o presidente da Casa Jornalista José Carlos Florêncio, Leonardo Chaves (PSD). Sem ter dinheiro em caixa, já que no início do ano a Câmara fica com a conta zerada e não querendo correr o risco de infringir a Lei de Responsabilidade Fiscal, o presidente vai ter que tomar uma decisão radical e demitir os nove assessores que cada vereador preso tem direito. Com isso, 90 pessoas irão ser demitidas com salários que variam de 700 a 1500 reais.

Com isso, os 90 mil reais de despesas gerados com a nomeação dos 10 vereadores não corrompe as finanças da Casa. A decisão de demitir o pessoal pode ser revista, caso os vereadores presos obtenham sucesso na justiça e tenham os mandatos reativados. A conferir.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro