26 de março de 2012 às 12h22min - Por Mário Flávio

O prefeito de Lajedo e escolha de Eduardo Campos para pré-candidato à prefeitura de Garanhuns, Antonio João Dourado, teve mais um infeliz áudio com comentários polêmicos publicado no youtube. Dessa vez, durante uma conversa, o prefeito dispara críticas à classe médica no país, e chega a chamar a categoria de Máfia. Anteriormente, o prefeito inclusive havia enviado uma nota à imprensa, em que pedia desculpas pelos constrangimentos causados pelas suas declarações, mas garantia que isso se tratava de uma campanha para deturpar sua  imagem, através da manipulação de declarações fora de contexto.

Acesse o áudio publicado com as declarações do prefeito Antonio João

No entanto, a oposição em Lajedo está aproveitando e muito cada novo áudio que surge na web. O médico e pré-candidato  prefeito do município, Pedro Melo, não tardou em publicar nota em seu blog pessoal, criticando as declarações do prefeito e ainda reforçou as críticas afirmando que a saúde de Lajedo está um caos.

“A cada dia torna-se mais evidente o estrago que o destempero verbal deste cidadão tem provocado na imagem que a nossa cidade apresenta para o exterior, internamente, ao menos para àqueles que, há muito retiraram à venda dos olhos, não causa surpresa (…) Seremos “mafiosos” por exigirmos que se faça cumprir a lei e que os todos os governantes utilizem os recursos destinados à saúde na saúde? Seremos “mafiosos” por não admitirmos que uma casa de parto funcione sem a presença do médico? Seremos “mafiosos” por criticarmos a administração de uma cidade de quase 50 mil habitantes que não possui um aparelho de Raio-X ?”, criticou Pedro.

Nos outros áudios publicados, Antonio João falava abertamente que Eduardo Campos não deixaria ninguém minar a candidatura do lajedense em Garanhuns e comentava de forma desdenhosa sobre adversários e mesmo sobre aliados políticos. Diante de um quadro de especulações e brigas internas na Frente Popular de Garanhuns, essas declarações constrangedoras de Antonio João revelam uma crise de imagem que se desenvolve através das redes sociais e que, para ser freada, depende de um posicionamento de transparência, além de prudência na hora de pronunciar opiniões generalizadas, a quem quer que seja.

 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro