4 de dezembro de 2012 às 10h25min - Por Mário Flávio

O líder tucano na Câmara, Bruno Araújo (PSDB), destacou a importância do seminário “Faça um bom mandato: informações e reflexões para a gestão municipal”, realizado nesta segunda-feira (3) pelo PSDB e Instituto Teotônio Vilela (ITV). O evento reuniu cerca de 500 dos 702 prefeitos eleitos pela sigla em outubro.

O deputado ressaltou que no encontro foram abordados temas como administração e gestão pública. “O PSDB oferece seminários, palestras e testemunhos de exemplos de administração em todo o país, no sentido de interagir, trocar informações, auxiliar esses novos prefeitos do partido que irão cumprir a importante missão de cuidar verdadeiramente da vida das pessoas. O prefeito é o elo com o cidadão na administração direta do dia a dia dos municípios brasileiros”, afirmou durante pronunciamento em plenário.

Segundo o parlamentar, o desafio dos novos prefeitos é realizar as expectativas do povo. De acordo com Araújo, o momento atual é de dificuldade para estados e municípios. Conforme ressaltou, os incentivos fiscais concedidos pelo governo federal a determinados segmentos reduzem uma importante parcela dos recursos dos entes federativos. O líder considera que é preciso rediscutir a federação. “A União reúne e concentra grande parte dos recursos arrecadados, restando a menor parte desse dinheiro aos municípios. Como líder do PSDB na Câmara, eu gostaria de saudar todos os prefeitos eleitos do partido para discutir a sua realidade e apontar para um caminho de uma nova gestão.”

Araújo avalia que a população precisa de um partido sintonizado com seus anseios e necessidades. O deputado declarou que o PSDB tem compromisso com a qualidade da gestão pública. “O compromisso do PSDB é o da qualidade e da gestão das prefeituras para atender à maioria e melhorar a vida da população.”

O tucano ressaltou a participação do presidente de honra da legenda, Fernando Henrique Cardoso, no evento. “Tivemos a oportunidade de ouvir FHC, no alto de sua experiência não só como ex-presidente da República, mas como sociólogo, sempre muito lúcido, podendo dividir com todos a sua visão do momento de dificuldades macroeconômicas que o Brasil vive, com o anúncio de um PIBinho medíocre”, disse, ao destacar que o PIB do Brasil em 2012 será menor do que o dos Estados Unidos e países europeus, que vivem uma crise econômica aguda.

Para Araújo, há a expectativa de um novo momento no país. “Ouvimos o presidente nacional do partido, Sérgio Guerra (PE), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o presidente do Instituto Teotônio Vilela, Tasso Jereissati, apontando — e o partido demandando — para que o senador Aécio Neves (MG) assuma o comando da presidência do PSDB a partir de maio”, declarou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro