25 de setembro de 2012 às 08h31min - Por Mário Flávio

O líder do PSDB na Câmara, Bruno Araújo (PE), considera preocupante a renúncia do presidente da Comissão de Ética Pública, Sepúlveda Pertence. Para o deputado, o pedido do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) é a clara demonstração de que o conselho perdeu a independência.

“Sepúlveda Pertence tem histórico de importante serviço prestado ao Brasil. Sempre foi comprometido com a verdade e a ética. Acredito que ele tenha percebido que o conselho não cumpre mais sua função de independência, isenção e imparcialidade”, lamentou o parlamentar.

Ao comunicar a renúncia nesta segunda-feira (24), Sepúlveda afirmou que houve uma “mudança radical” na composição do colegiado e lamentou a não-recondução de dois membros da comissão indicados por ele. O comunicado foi divulgado logo após reunião da comissão no Palácio do Planalto.

Na ocasião, foram empossados três novos conselheiros. Araújo reprovou, ainda, a falta de deliberação do conselho. Desde julho a comissão não realizava reuniões por falta de quórum.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro