13 de dezembro de 2011 às 17h40min - Por Mário Flávio

Reportagem: Vinicius Gomes

A secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSDH) inaugurou na tarde desta terça-feira a unidade do Centro de Inclusão Produtiva – CIP de Brejão, no Agreste do Estado. A iniciativa, que faz parte das estratégias de combate à pobreza extrema no país do Plano Brasil sem Miséria, visa qualificar profissionalmente 200 famílias em situação de vulnerabilidade social. Ao todo, só neste mês, a SEDSDH espera implantar 28 novos CIP’s no Estado. A ação do Programa Pernambuco no Batente conta com a parceria do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – MDS.

Segundo Laura Gomes, secretária responsável pela pasta, a expectativa é qualificar só neste ano mais de oito mil famílias das 12 Regiões de Desenvolvimento do Estado. Ela explicou que vai desenvolver ações de Inclusão Produtiva em 41 municípios pernambucanos. Pelas contas da gestora, em nove cidades a qualificação já começou. “Atualmente, pelo Compromisso Nacional, já desenvolvemos ações para quase duas mil famílias. Agora, estamos ampliando e contemplando mais pessoas em situação de pobreza e extrema pobreza”, frisou.  A proposta da SEDSDH com a implantação de novos CIP’s é desenvolver competências e técnicas para a inserção de beneficiários dos programas sociais, como o Bolsa Família, no mundo produtivo, visando à sustentabilidade individual, familiar e coletiva, por meio da qualificação profissional.

Em Brejão, o Pernambuco no Batente está levando qualificação na área de Agroindústria de Processamento Primário de Frutas, que corresponde à preparação de doces, compotas, polpas, licores, etc. Além dessas cadeias produtivas, a SEDSDH estará realizando curso nas áreas Têxtil, Laticínios, Aquicultura e Pesca Marítima, Agricultura Familiar e Reciclagem de Resíduos Sólidos.
Durante a qualificação, os participantes do curso terão a oportunidade de conhecer a rotina dos profissionais da área escolhida. Ao todo, serão 460h/a, divididas em qualificação social (80h/a), qualificação profissional (300h/a) e produtiva (80h/a).


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro