26 de junho de 2017 às 06h59min - Por Mário Flávio

Pesquisa do Datafolha divulgada pela “Folha de São Paulo” neste final de semana revela que 64% dos brasileiros reprovaram os termos do acordo de “delação premiada” celebrado entre o procurador geral da República, Rodrigo Janot, e os donos da JBS – Joesley e Wesley Batista.

Pelo acordo, os dois irmãos não seriam presos, não teriam os passaportes retidos e poderiam viajar livremente para qualquer parte do Brasil ou do exterior. Eles vão apenas pagar uma multa, parcelada em 25 anos.

O Datafolha constatou também que 81% dos entrevistados acham que os irmãos deveriam ter sido presos pelos crimes que cometeram e somente 14% acham que não.

Joesley gravou uma conversa privada entre ele e o presidente Michel Temer, no Palácio do Jaburu, e depois entregou cópia da fita ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, como parte de um acordo de delação premiada.

No acordo que celebraram com a PGR, os dois irmãos se comprometeram a pagar uma multa no valor de R$ 110 milhões (cada). Detalhe: o grupo tem 63 frigoríficos só nos EUA e em 2016 teve um faturamento bruto de R$ 172 bilhões.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro