10 de abril de 2013 às 11h49min - Por Mário Flávio

O lixão em Bezerros tem sido um dos maiores problemas da população. Na busca urgente por uma solução, o Prefeito Branquinho viajou até o Rio de Janeiro junto com o secretário de Infraestrutura, Josevânio Miranda para conhecer uma empresa de reciclagem e tratamento dos resíduos sólidos. O sistema funciona como usina de tratamento do lixo. É feita a pesagem do material que será despejado em uma espécie de tanque com uma esteira. Nesse lugar há uma equipe que separa todo material que será reciclado a cada 50 toneladas. O sistema gera um aproveitamento de 50% do lixo orgânico e todo material metálico é automaticamente recolhido por uma esteira.

Um dos diferenciais está no armazenamento dos resíduos que não são reaproveitados. uma espécie de bolsa compacta o material que é armazenado no solo, junto com um sistema de escape para o biogás produzido pelo lixo. Dessa forma não há a produção de chorume – líquido altamente poluente proveniente dos aterros sanitários. Todo líquido que sai do lixo é tratado e destinado a irrigação.

Outra pretensão da Prefeitura é garantir a renda dos catadores que sobrevivem do lixo. Com a instalação de uma empresa especializada, eles deverão ser empregados e passarão a trabalhar uniformizados em cooperativas, portando todos equipamentos de segurança. Para o Prefeito Branquinho, hoje a maior preocupação é garantir a sobrevivência de quem vive do lixo. “Antes de acabar com o lixão da cidade eu tenho que pensar em como as famílias que trabalham lá vão sobreviver”, disse.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro