28 de fevereiro de 2012 às 09h00min - Por Mário Flávio

As prefeitas de Bezerros e Agrestina têm um desafio a mais na eleição desse ano. As duas irão enfrentar o fogo amigo no pleito, com os principais adversários sendo ex-aliados, fundamentais na campanha de 2008. Em Bezerros, Bete de Dael (PR) vai enfrentar o vice-prefeito, Dr. Carlinhos (PCdoB). Os dois romperam praticamente no dia da posse e o vice afirma que nunca governou ao lado da prefeita. A relação entre os dois é tão delicada, que no carnaval desse ano, cada um foi para um lado diferente. Além dos dois, a cidade deve contar ainda com as candidaturas de Marcone Borba (PT) e Severino Otávio (PSD), mais conhecido por Branquinho.

Na Terra dos Papangus, cada lado apresenta a sua versão sobre o rompimento e por serem todos os pré-candidatos aliados do governador Eduardo Campos (PSB), o socialista não deve subir em nenhum palanque e pode emprestar a imagem dele para os santinhos de todos. Em Agrestina, a situação é semelhante à de Bezerros. A prefeita Carmem Miriam (PT) e o vice Thiago Nunes (PDT) romperam desde o início da gestão, ainda no primeiro semestre de 2009. De lá para cá, cada ato se tornou uma guerra para os dois lados.

O empresário Thiago Nunes conseguiu o apoio do ex-prefeito Josué Mendes (PTB) e da maioria da bancada na Câmara Municipal. Os debates são intensos e prefeita e o vice evitam falar sobre o rompimento, mas as militâncias trocam farpas e acusações de traição aparecem todos os dias na Capital do Chocalho. A eleição na Terra das Andorinhas deve ser a mais disputada da história e o resultado só deve ser conhecido ao abrir das últimas urnas.
As situações em Bezerros e Agrestina mostram que o vice deve ser bem pensado e ter muita sintonia com o Chefe do Executivo, caso contrário, poderá ser uma dor de cabeça quatro anos mais tarde.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro