3 de janeiro de 2013 às 08h25min - Por Mário Flávio

20130103-010545.jpg

A bancada da situação deve dar um salto logo na volta do recesso parlamentar. Dos 16 vereadores pode subir para 19, a depender das negociações a serem feitas pela secretaria de Relaçoes Institucionais do governo Zé Queiroz e alguns vereadores. A eleição da Mesa Diretora é um indício que a oposição segue fragilizada. O presidente eleito Leonardo Chaves conseguiu 18 votos, dois destes sendo da base adversária, possivelmente Rozael do Divinópolis (PMN) e Jajá (PPS), sendo que este último nega o voto para Leonardo Chaves.

A articulação da prefeitura já iniciou as conversas com Rozael, Jajá e Neto, que também é do PMN. A possibilidade dos três irem para o governo é grande, já que principalmente Rozael está com relações estremecidas com o deputado estadual Tony Gel (DEM). Caso a base aumente, restariam na oposição Louro do Juá e Val, ambos do DEM, Evandro Silva (PMDB) e Eduardo Cantarelli (PSDB). A conferir.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro