20 de setembro de 2013 às 07h25min - Por Mário Flávio

Marcelo Gomes disse que fazer denuncismio por denuncismo é perigoso

Requerimento de autoria do vereador Marcelo Gomes (PSB), aprovado na reunião dessa quinta (19), na Câmara de Caruaru, prevê a realização de uma Audiência Pública para explicar aos vereadores e à população os detalhes do projeto que autoriza o financiamento com a Caixa Econômica Federal para instalação do sistema Transporte Rápido de ônibus – BRT na sigla em inglês – para Caruaru. Segundo o socialista, a ideia é evitar que a população tenha entendimentos equivocados sobre o projeto.

“Quando esse projeto veio à Casa chamamos secretários para que nos fossem dadas explicações, mas diante de alguns questionamentos, entendemos que a Audiência Pública seria o melhor ambiente para discutir esse projeto, pois dá direito para a população caruaruense para trazer questionamentos e não percamos essa oportunidade para uma simples disputa entre situação e oposição”, destacou o vereador, que é presidente da Comissão de Legislação e Redação de Leis.

Ele também espera que a mudança na redação do projeto, retirado pelo Executivo Municipal ainda na quinta, seja suficiente para esclarecer os vereadores que mostravam dúvidas sobre o financiamento. “Eu acho que é preciso evitar que essa discussão eleitoralizada, pois teremos a oportunidade de um grande investimento para mudar a realidade urbana da cidade, não só no que se refere ao BRT, mas quanto a calçamento e saneamento na cidade “, completou.

O Projeto de Lei nº 6.593/2013, de autoria do Poder Executivo, solicita autorização para a Prefeitura Municipal de Caruaru contrair financiamento junto à Caixa Econômica Federal para a implantação dos corredores Leste/Oeste e Norte/Sul do sistema BRT, dentre as outras intervenções relativas ao PAC. A prefeitura informou, no final da tarde da quinta, que havia retirado o projeto de pauta na Câmara para incluir detalhes sobre os valores desse financiamento, que se divide entre o corredor exclusivo, no valor de R$ 150 milhões, pelo PAC Mobilidade; e o outro a pavimentação e saneamento de 50 km de ruas, no valor de R$ 100 milhões, proveniente do PAC Pavimentação.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro